Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família

A Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família é uma organização cujo principal objetivo é divulgar e defender os valores éticos e morais da inviolabilidade da vida humana desde sua concepção e dos direitos da família.

Links gerais
Links de conteúdo do site

ContracepçãoContracepção

Pílula do dia seguinte

< voltar Data: 03/09/2007
Autor: Prof. Humberto Vieira

Acho que questão levantada com esse incidente é muito mais complexa do que parece. Minhas informações são superficiais e carecem de aprofundamento mas, pelo que sei, os contraceptivos geralmente possuem um estrogênio sintético que age inibindo a ovulação e, para o caso deste mecanismo falhar, possuem também uma progesterona sintética que age sobre o endométrio para impedir a implantação do embrião, caso a ovulação e a fecundação ocorram. Assim, as pílulas anticoncepcionais não são só anti concepção, são também abortivas caso ocorra a ovulação e a concepção.
Porém, como há mulheres que têm muitos efeitos colaterais com o uso do estrogênio, já existem pílulas só com progesterona sintética, ou seja, somente abortivas. O principio ativo da pílula do dia seguinte, o levonogestrel, é uma progesterona sintética e está presente também em pílulas anticoncepcionais de uso contínuo, com uma dosagem mais baixa. Por isso, o fato dos abortistas a chamarem de contraceptivo a pílula do dia seguinte não está de todo errado porque ela tem efeito igual ao dos chamados contraceptivos. Por isso eles não acham nada de mais a distribuição da pílula do dia seguinte como já ocorre com outros contraceptivos.
  

POSTINOR-2

 
Composição completa: Cada comprimido contém: Levonorgestrel .......... 0,75 mg

Informação Técnica: Quimicamente o levonorgestrel é a (d(-)-13-beta-etil-17-alfa-etinil-17-beta-hidroxigon-4-en-3-ona, um progestogênio totalmente sintético. Acredita-se que LEVONORGESTREL age para prevenir a ovulação, a fertilização e a implantação. Não é eficaz uma vez iniciado o processo de implantação. Os seguintes sítios de ação participam da ação contraceptiva do LEVONORGESTREL: eixo hipotalâmico-pituitário-ovariano; inibição da ovulação dependendo do horário e da frequência de ingestão; fator endometrial (inibição direta da implantação ou efeito direto sobre a blástula); fator tubário (alteração da motilidade tubária);
 

Nordette*


Composição - Cada comprimido de NORDETTE* contém: Levonorgestrel 0,15 mg; Etinilestradiol 0,03 mg.

Informações técnicas - NORDETTE* é um contraceptivo oral monofásico, que combina o componente estrogênico etinilestradiol e o componente progestogênico levonorgestrel. Embora sejam altamente eficazes, há casos de gravidez em mulheres utilizando contraceptivos orais.

Farmacologia clínica - Os componentes hormonais de NORDETTE* inibem a ovulação pela supressão da liberação de gonadotrofinas. Mecanismos secundários, que podem contribuir para a eficácia contraceptiva de NORDETTE*, incluem alterações do muco cervical, aumentando a dificuldade de penetração dos espermatozóides, e mudanças no endométrio, que reduzem a probabilidade de implantação.

Nortrel*
Composição - Cada drágea de NORTREL* contém 0,030 mg de levonorgestrel.

Informações técnicas - Sabe-se que o mecanismo principal de ação dos contraceptivos orais compostos exclusivamente de progestágenos é a alteração do muco cervical, dificultando a penetração dos espermatozóides. A alteração endometrial também deve ser considerada. Deve-se salientar que a inibição da ovulação não é o mecanismo primordial de ação desses contraceptivos, mesmo que ocorra em algumas ocasiões.
 

NORMA TÉCNICA

PILULA DO DIA SEGUINTE

Anticoncepção de emergência (apenas para os casos de estupro até 72 horas de ocorrido)

Recomenda-se o "Método de Yuzpe", que consiste na tomada de anticoncepcional oral, combinado na dose total de 200mcg de etinil-estradiol mais 100mcg de levonorgestrel, em duas doses, com intervalo de 12 horas, sendo a primeira ingestão até 72 horas depois do estupro.

Quando se utilizar anticoncepcionais orais de média dosagem, recomenda-se 4 comprimidos a cada 12 horas, em duas tomadas.

Em pacientes com restrições ao uso de estrogênio, o uso de progesterona de alta dosagem, como levonorgestrel 750 mcg, em duas doses, com intervalo de 12 horas, pode ser indicado com bons resultados.

Exemplos:

Anticoncepcionais orais, contendo 0,05mg de etinil-estradiol por comprimido   0,25mg de levonorgestrel: 02 comprimidos de 12 em 12 horas (02 doses)

Anticoncepcionais orais de média dosagem, contendo 0,03mg de etinil-estradiol   0,15mg de levonorgestrel por comprimido: 4 comprimidos de 12 em 12 horas (02 doses).

Obs.: Se houver vômitos até uma hora depois da ingestão dos comprimidos, estes efeitos podem ser minimizados, repetindo-se a dose após as refeições, com o uso concomitante de antiemético.

Anticoncepção de emergência será desnecessária se a mulher estiver usando um método anticoncepcional de alta eficácia, como anticoncepcional oral, injetável ou DIU.

A inserção do DIU não está recomendada devido ao risco potencial de facilitar a ascensão de microorganismos no trato genital feminino, além da manipulação genital ser particularmente traumatizante neste momento da mulher.
 
< voltar

Associação Nacional Pró-vida e Pró-Família
Associada à Human Life International - HLI através da Vida Humana Internacional - VHI
voltar ao topo